[em class=”fa fa-edit”][/em] About Us

A much mammoth because sedulously that in more regarding coaxingly...

A much mammoth because sedulously that in more regarding coaxingly wallaby more ouch fluently saw rabbit talkatively tore less like about despite..

more detail

Diferenças entre a IGREJA DE DEUS (do sétimo dia) e os ADVENTISTAS do Sétimo dia

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) Crê que a Bíblia e a única fonte escrita inspirada por Deus. Única regra de fé e disciplina da igreja cristã. Fora das escrituras sagradas não existem revelação escrita que tenha inspiração Divina. Gálatas. 1: 8,9 , Salmos 119:105 João 17:17 e Provérbios 30:5-6.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA Crêem que a Bíblia e os escritos de Ellen G. White são inspirados por Deus. Ambos são luz e verdade inspiradas por Deus.Ver item 01 e 19 das crenças fundamentais da IASD. Manual da Igreja, págs. 32 e 37.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) Crê na inspiração verbal das escrituras Sagradas. Deus é o autor e condutor do texto Bíblico. Os profetas de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo unicamente. Os Profetas não utilizaram outras fontes escritas para escreverem a Palavra de Deus. Não plagiaram escritos já existentes. Gálatas 1 12, 2 Samuel 23 2 ; 2 Pedro 1:21; Isaías 59:21; 1 Coríntios 2:12-13.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA Crêem que os profetas de Deus usaram outras fontes além da inspiração e da revelação Divina. Não aceitam a inspiração verbal da Bíblia. VEDE: Ministério Adventista janeiro e fevereiro de 1982.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensina que existe um só Deus Criador e Todo poderoso e este Deus é o Pai ( João 17:3, I Coríntios 8:4-6) e que Jesus  é o messias Prometido que foi gerado em Maria por obra do espírito de Deus para ser o Salvador do mundo o segundo Adão espirito vivificante ( Lucas 1:30-38, Mateus 1:18-22, I Coríntios 15:45-47) Jesus não é Deus em igualdade ao Pai, menor que o Pai em atributos, e submisso ( I Coríntios 15:24-28). O espirito de Deus é o poder de Deus sendo o Próprio Deus e Pai em presença e não uma pessoa distinta dele como tenta ensinar o Dogmatismo da trindade.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA crêem em uma Trindade divina e que Deus é Trino no mesmo conceito do Dogma Católico Romano da Trindade. Afirmam que Jesus era um anjo miguel antes de encarnar-se aqui na terra e que o espirito Santo é a terceira pessoa da Trindade que deve ser adorado dentro da trindade. Esta doutrina foi introduzida lentamente os conceitos dentro da Igreja Romana a partir do Concílio de Nicéia em 325DC que foi convocado por um Imperador pagão adorador do Sol, Constantino I seu nome Flavius Valerius Constantinus que se considerava um décimo terceiro Apóstolo e foi o fundador do Catolicismo Romano, este mesmo decretou a obrigatoriedade do domingo o dia do sol em lugar do dia sagrado do sábado o sétimo dia cumprindo a profecia de Daniel 7:25 e seguido estes editos pelos papas Católicos Romanos.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) crê que a Igreja, que ama a Jesus e guarda os Mandamentos de Deus. Apocalipse.12:1,2 ,5,6,13-17: 14:12, foi fundada por Cristo em Jerusalém Lucas.24:47; Atos dos Apóstolos 1:8 e que os Cristãos primitivos, liderados pelos apóstolos Efésios 2:19-20 continuaram fiéis aos ensinos de Jesus. A Igreja cristã, foi e será perseguida, mas nunca irá apostatar dos ensinos de Jesus. Sempre houve lideres em meio a Igreja que saíram da fé Cristã, dando origem às várias ramificações hoje existentes. Mas a Igreja nunca caiu e nunca cairá. Mateus 16: 18.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA crêem que surgiram no tempo do fim, porque assim estava profetizado. Vieram restaurar a Igreja, pois o Cristianismo havia se corrompido totalmente. Crêem serem a única Igreja verdadeira neste mundo e que as demais foram rejeitadas por Deus após o ano de 1.844. VEDE – O Grande Conflito, págs. 453,454 e 609 a 617. História de Nossa Igreja, págs. 99 a 103.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Crê que Jesus morreu no Dia da Páscoa. João 19:14 que era comemorado a tardinha, no final do dia. Êxodo. 13:4 Deuteronomio. 16: 1 , Números 9:3-5. No Dia 14 do primeiro mês Abib ou Nisam do calendário Judaico era a páscoa e no dia seguinte,o dia 15 era um grande Sábado Cerimonial, pois começava a festa dos pães ásmos. A festa dos pães ásmos era comemorada durante sete dias . O primeiro e o último dia da festa sempre era um (sábado cerimonial) João 19:31. Sendo que desta forma a morte de Cristo aconteceu em uma quarta feira e o Senhor Jesus esteve durante três dias e três noites completos, dias de 24 horas, que começam e terminam ao por do sol. Gênesis 1:5 14, João 11:9-10 e que foi morto ao por do sol de quarta feira e que ressuscitou ao por do sol do Sábado conforme Mateus. 28:1, cumprindo desta forma com sua profecia de estar três dias completos no seio da terra. Mateus 123:8-40, Oséias 6:1-2. Jesus como o Cordeiro pascoal deveria morrer e ressuscitar conforme as escrituras I Coríntios. 5:7; 15:3, 4.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Crêem que Jesus morreu em uma sexta feira ao por do sol e que ressuscitou no amanhecer do primeiro dia da semana passando três dias incompletos na sepultura. VEDE – O Desejado de Todas as Nações capítulo sobre a Ressurreição.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) Crê que o texto de Daniel 8:14 fala de 2300 sacrifícios que eram feitos continuamente no Santuário Judeu. Números 28:3. O sistema dia-ano não se aplica neste texto, pois o contexto não permite. O texto não esta falando de dias e sim de sacrifícios da tarde e Sacrifícios da manhã. Pois sabemos que eram efetuados dois sacrifícios por dia (literal) um pela manhã e outro pela tarde Crêem que o Santuário ali mencionado não é o celestial, pois no céu não entra contaminação Apocalipse. 21: 27 e que o chifre pequeno de Daniel 8:9-26 que profanou o Santuário Judeu proibindo o Sacrifício contínuo em número de 2.300, refere-se a Antíoco Epiphanes (IV) ,que invadiu a Judéia e que proibiu o culto Judaico em todas as formas, vindo a substituir o ritual Judaico por rituais e sacerdotes pagãos. Crêem no sacrifício total e vicário de Jesus. A expiação foi completa na cruz. Crêem que após a sua ressurreição Jesus entrou no Santíssimo do Santuário Celestial. Hebreus 5:7-10; 6:19 -20 ; 10:12,19,20 , dando ao homem que crê uma expiação plena e completa Efésios. 1:3 , João 19:30; Isaías 535-12.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Crêem que Daniel 8:14 refere-se a dias anos dando um total de 2.300 anos literais. Sem base bíblica para tal afirmação. Eles pegam o ano de 457 antes de Cristo, que supostamente foi o ano em que saiu a ordem para a reconstrução dos muros de Jerusalém e adicionam os forçados 2300 anos de Daniel 8:14, que segundo Eles são anos, para chegar ao ano de l.844. Ano em que surgiu a denominação. Só que na realidade a denominação já existia bem antes, porém não com o nome de Adventistas do sétimo dia. Pois bem depois de seu surgimento é que eles aprenderam a guardar o Santo Sábado com os Batistas do Sétimo Dia. Absurdamente eles crêem que quando Jesus ressuscitou dos mortos entrou apenas no lugar Santo e somente a partir de 1.844 é que passou do Santo para o Santíssimo para então começar a fazer a expiação pelos pecados. VEDE – Crenças fundamentais da IADS item 13 e 14 Manual da Igreja pág. 35. O Grande Conflito no mesmo assunto.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensina que o Espírito de Profecia é o testemunho de Jesus e que João na Ilha de Patmos já dava o testemunho de Jesus Apocalipse 1:9 e Apocalipse 19 10, e o testemunho de Jesus é a Bíblia Sagrada João 5:39 e 2 Pedro 1:19-20.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que a verdadeira Igreja tem que possuir o espírito de profecia que segundo eles são os livros escritos pela Sra. Ellen G. White. Uma das fundadoras da IASD – Segue-me págs. 15-17.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensina que quem deve guiar os cristãos é o Espírito Santo. João 16 13 e não os livros escritos por uma mulher norte Americana. 1 Coríntios 14:34-35 e II Timóteo. 4:3,4.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA Ensinam que os livros escritos pela Sra. White são uma luz menor (óculos de aumento) para guiar a luz maior (Bíblia). Crede Em Seus Profetas, pág. 77. Caro Leitor, Esta idéia seria o mesmo que você acender uma vela em pleno meio dia em um lugar onde já tens a luz do sol com todo o seu resplendor. A Bíblia é a única luz que precisamos.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que a obra de nosso Senhor Jesus Cristo foi Completa e Eterna. Hebreus 1:3 e 9:12, 28.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que a obra redentora de Jesus Cristo na cruz foi INCOMPLETA, vindo a completar-se somente no ano de 1.844 – Grande Conflito págs. 420, 421.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que além de fazer expiação na cruz, Ele obteve Eterna Redenção. Isaías 535 João. 19:30, Colossenses 1:13-22 e Hebreus 9:12.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que Jesus Cristo não fez expiação na cruz pelos nossos pecados – Em Definição da Doutrina pág. 12.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que Jesus Cristo foi plenamente humano com toda certeza de que três dias e três noites após a sua morte Ressuscitaria vitorioso. Isaías 53 10,11 , Mateus 12:38-40 , 26:24.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que Jesus após a sua ressurreição estava INSEGURO, pois ele não tinha a certeza de que seu sacrifício havia sido perfeito. Vida de Jesus Pág. 204.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que o dia da volta de Jesus não foi revelado a ninguém. Nem o filho de Deus sabia. Mateus 24 36.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que Deus disse a profetiza Ellen G. White o dia e a hora da vinda de Jesus. Vida e Ensinos pág. 58.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que os 144.000 são ISRAELITAS, ou seja 12.000 de cada tribo de Israel. Apocalipse 7:4. Quanto ao povo Gentio, foi visto uma grande multidão e não apenas 144.000. Apocalipse 7:9-14.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que os 144.000 citados em Apocalipse 7:4 são eles. Vida e Ensinos Pág. 58 e 59. Vale a pena lembrar, que os Adventistas em todo o mundo já são bem mais que 144.000. Vai se perder muita Gente no meio Adventista.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que os verdadeiros crentes em Cristo Jesus, não serão julgados. João 3 18 , 5:24 e Romanos 8:1. O Apóstolo Paulo tinha certeza da sua salvação ( II Timóteo 4:7,8)

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que todos os cristãos serão julgados e que Jesus está fazendo uma INVESTIGAÇÃO, a Que eles chamam de juízo investigativo sobre os Cristãos. Grande Conflito. Pág. 421.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) . Ensina que a igreja de Deus nasceu em Jerusalém. Lucas 24 47, Atos dos Apóstolos 1:8, Atos 20:28 . Tendo como fundador o próprio Senhor Jesus Cristo.Mateus 1618, e que esta Igreja nunca iria cair ou deixar de existir. Mateus 28:20. A história prova a existência de um povo zeloso e obediente a Deus, os quais sobreviveram através dos séculos como remanescentes da Igreja de Deus.  Apocalipse 12 17. O Nome Histórico que a Igreja seria conhecida como Igreja de Deus. ( ver História Eclesiástica de Eusébio de Cesaréia Paginas 133, 134, 180, 213,226,245,247, 255 ).

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que a verdade havia caído por terra, e no ano de 1.844, nos Estados Unidos da América, Deus chamou um povo para restaurar uma verdade, Sendo estes os fundadores da organização Adventista. Grande Conflito. Págs.453, 454, 609 a 617.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensinam que não houve profanação no Céu, pois lá é lugar Santíssimo e não entra pecado, muito menos alguém para profanar o Santuário. Isaías 33 14, João 3 13. Note que o profanador saiu do reino da Grécia, logo após o reinado dos quatros generais. Daniel. 8: 8,9,21-23.No verso 23 diz que é um rei e não um poder. A história prova qual foi o rei que profanou o Santuário de Jerusalém. Antíoco Epífanes (IV), CONFERIR:

A Bíblia tinha Razão. Pág. 279
História Universal de Cesare Cantú, vol. IV, Pág. 44.
Dicionário da Bíblia de John Davis, Pág. 40.
História do Mundo Bíblico, Pág. 110. I Macabeus. 1: 43-65 e 4:36-59.
História dos Hebreus, de Flavio Josefo, vol.III, Pág. 302, Vol, IV, Pág. 34.
História Geral da Bíblia, Pág.225.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA Explicam que a passagem de Daniel 8:9-25, dizendo que foi profanado o Santuário no Céu e que Jesus foi fazer a purificação. Grande Conflito, Pág. 420. NOTA: Dizem que os 2.300, sacrifícios da Tarde e da Manhã, de Daniel 8:13-14, são 2.300 anos porque segundo eles são dias proféticos e que se cumpriu em 1.844. Tentam explicar que os 2.300 anos começaram no ano 457 a.C. Que foi o ano em que saio a ordem para a reconstrução dos muros de Jerusalém.Eles pegam 2.300 diminuem os 457 que é exatamente 1.844. Na realidade é uma data arbitraria, pois o texto de Daniel é muito claro, está se referindo a 2.300 sacrifícios da tarde e da manhã, período em que o templo foi profanado por Antíoco Epifanes (IV). Que corresponde a 1.150 dias literais. Perguntamos aos membros desta organização.

 

  1. Quem profanou o Santuário no Céu em 457a.c?
  2. Qual é o verso Bíblico que apresenta Jesus Cristo com o purificador do Santuário no Céu entre os anos de 457 a 1.844?
  3. Onde se baseiam para dizerem que Cristo passou do lugar Santo para o Santíssimo em 1.844? Na minha Bíblia diz que ele quando foi assunto ao céu , foi imediatamente para a destra de Deus no Santíssimo.Hebreus 1:3 , 6:19-20 , e 9:12.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia).  Ensinam que Deus não faria coisa alguma sem primeiro revelar os seus segredos aos seus servos os profetas. Amós 3:7 Apocalipse 7:10 e Apocalipse 11:18.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam que Deus OCULTOU um erro no computo dos períodos proféticos. Grande Conflito. Pág.373. Na realidade esta desculpa esfarrapada é só para justificar a falsa marcação da data da volta de Jesus em 22-10-1.844, e a remarcação para o próximo ano em 1.845, pelos fundadores desta organização. Fundadores da Mensagem. Pág. 125.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia), afirma que o véu que se rasgou de alto abaixo no momento da morte de Jesus Cristo, é o segundo véu, o que separa o lugar Santo do lugar Santíssimo, pois no momento da morte de Jesus, estava sendo invalidadas todas as cerimônias religiosas no tabernáculo. Todos os rituais judaicos encerraram-se na morte de Cristo. O véu que se rasgou foi o mesmo onde era aspergido o sangue dos animais que eram imolados.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA, tentam afirmar que o véu que se rasgou de auto abaixo é o primeiro véu, ou seja o véu de entrada do tabernáculo.Isto chama-se uma grande heresia. Infelizmente eles não podem confessar que o véu que se rasgou é o segundo véu, o que separava o Santo do Santíssimo, pois confessar esta verdade, significa para eles lançar por terra toda a doutrina no tocante ao JUIZO INVESTIGATIVO, ensinados somente pelos donos da verdade os adventistas do sétimo dia.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia),  afirma que o bode emissário de Levíticos 16:5-10 representava o próprio Jesus Cristo, pois o serviço de expiação pelos pecados só pode ter sido feito por Jesus. Todos os rituais do antigo conserto apontavam para Jesus. Não há salvação em nenhum outro nome.

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA, afirmam que o Bode emissário de Levíticos 16:5-10 é Satanás e que faria expiação pelos seus pecados e dos outros. Este absurdo doutrinário é o mesmo que dizer que satanás se arrependerá de seus pecados e uma vez feito a expiação, também vai se salvar, contrariando assim as escrituras que afirma, que satanás será lançado no lago de fogo juntamente com os homens ímpios. De todas as heresias ensinadas pelos adventistas, esta me parece ser a mais absurda, pois concede a satanás uma promoção de ajudante de Cristo na tarefa de salvação. Cristo sozinho não foi capaz de fazer uma obra completa da redenção dos pecadores. Satanás passa a ser co-participante de Cristo na obra de expiação dos pecados. Estudos Bíblicos para o Lar, primeira edição em 1966 traduzido para o português por Rafael de Azambuja Butler.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia),  afirma que o Milênio é um periodo de restauração de todas as coisas e será implantado na terra ( Mateus 19:27,28 e Atos 3:21, Apocalipse 5:9,10 e 20:1-6) Neste período todos os inimigos de Deus serão subjulgados pelo Senhor Jesus Cristo que será Rei sobre toda a Terra e governará as nações juntamente com a igreja. ( I Coríntios 15:24-28, Zacarias cap. 14 e Apocalipse 2:25-27 e 3:21)

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA, afirmam em virtude da crença do Bode emissário ser satanás, que o milênio será no céu e a terra ficará desolada e vazia com Satanás preso circunstancialmente aqui na terra. Eles utilizam a passagem de Jeremias 4:26-28 para basear esta afirmação, porém esta citação se refere ao cerco de Judá durante a invasão de Babilônia como se vê no contexto do mesmo capítulo eque a terra de judá estava vazia e desolada porque seus moradores fugiram. A prisão circunstâncial de Satanás é afirmada mediante as conclusões equivocadas do Bode Emissário representar satanás e assim para dar seguimento a teoria criaram esta teoria de terra vazia e milênio no céu.

 

A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia). Ensina que o Batismo Apostólico é para perdão e remissão de pecados e deve ser ministrado em Nome de Jesus Cristo, invocando o nome do Salvador e por imersão em água viva e corrente de preferência.( ver Lucas 24:47, Atos 2:38, Atos 8:16, Atos 10:48, Atos 22:16 )

OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Ensinam o batismo por imersão porém nos títulos da trindade ( Em nome do Pai, Filho e Espirito Santo) da mesma forma da Igreja Romana e os protestantes, não invocando nenhum nome, além de praticarem rebatismo para os membros que cometem pecado graves.

 

Obs: Existem  outras diferenças da A IGREJA DE DEUS (do Sétimo Dia) e OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA que poderá ser averiguado em nosso tópico do site em Pontos Fundamentais de fé da IGREJA DE DEUS. Ver: http://www.igrejadedeus.biz/pontos-de-fe-da-igreja-de-deus/

 

share

Comments

  1. cleber jacinto dias : março 31, 2013 at 1:40 pm

    bom dia. Só uma dúvida: vocês batizam somente em nome de Jesus? lá em Mateus 28, verso 19 está mandando batizar em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. não estou criticando não mas é pra tirar esta dúvida. não sou adventista, sou da congregação cristã no brasil e estou dando uma lida nos escritos do site e to achando interessante mas agora fiquei meio confuso com esta questão do batismo de vcs. Deus abençoe.

    • prezado Cleber.

      Para cumprir com a ordem de Batismo de Jesus de Mat 28:19 o nome tem que ser invocado. O Pai e Deus de Jesus tem um nome ( Javé) este nome esta dentro do nome de Seu filho pois Jesus significa Javé Salva. O Espirito de Deus ou espirito santo não tem nome proprio, pois pe o espirito do próprio Deus e Pai. os Apostolos do Senhor foram orientados por Jesus a fazerem o batismo do arrependimento para perdão dos pecados em Lucas 24:47 EM NOME De JESUS. Eles no dia de Pentecostes cheios do espirito de Deus foram esclarecidos que o nome de Jesus cumpre a ordem de Mat 28:19. Então em Atos 2:38 encontramos Pedro e os demais apostolos batizando em NOme de Jesus. O Batismo nos titulos Pai e filho e espirito santo não menciona nome algum, apenas títulos, não cumpre a ordem, apenas faz a repetição de palavras. O batismo nos titulos da trindade foi iniciado por prática liturgica depois da morte dos apostolos, quem iniciou esta prática foi Tertuliano a partir de 160DC. A Igreja de Roma tomou esta pratica trinitariana embora ela mesma confessa que o batismo em nome de Jesus era apostolico e mais antiga que a pratica do batismo trinitariano. Agora temos que investigar e ver na história que os primeiros batismos nos titulos da trindade eram realizados com triplece imersão do batizando e depois foi modificado para uma unica imersão. O batismo em nome de Jesus é amplamente apoiado nos relatos de livro de Atos Apostólicos e na história da Igreja, mas as mudanças ocorreram como previsto pelos apostolos do Senhor depois que estes morreram, a apostasia que se seguiria.

  2. cleber jacinto dias : abril 2, 2013 at 7:51 am

    muito obrigado. gostei da explicação mas quero tirar outras dúvidas. vou perguntando esta semana se vc puder me responder fico grato:

    A PALAVRA “LEI” DAS 400 VEZES QUE OCORRE NA BÍBLIA SE REFERE SOMENTE AO DECÁLOGO, ONDE ENCONTRAMOS A GUARDA DO SÁBADO OU NÃO?.
    Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz (Efésios 2:15)

    Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. (Colossenses 2:14)

    Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós pudemos suportar? Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também. (Atos 15:10 – 11)

    Porque o precedente mandamento é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade (Hebreus 7:18)

    • Cleber.

      Existem centenas de tipos de leis. O Judaísmo identifica 613 mandamentos da Lei. Nem todo lugar das escrituras que fala de lei se refere ao decálogo. O Decálogo é mencionado como Lei real ou a dez palavras do concerto. Existem Leis que foram abolidas pela sua inutilidade, o Dízimo é uma delas. O Interessante que muitas seitas cristãs adotam o dízimo como lei vigente na Nova Aliança e rejeita o sábado do decálogo como lei abolida. Muita contradição Isso não?

  3. cleber jacinto dias : abril 2, 2013 at 7:54 am

    OUTRA PERGUNTA, FICO GRATO PELA RESPOSTA:

    O SÁBADO E A LEI SÃO OU NÃO UMA INSTITUIÇÃO PERPÉTUA?

    Porque, se o que era transitório foi para glória, muito mais é em glória o que permanece. (II Cor. 3:11)

    Mas digo isto: Que tendo sido a aliança anteriormente confirmada por Deus em Cristo, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a invalida, de forma a abolir a promessa. Porque, se a herança provém da lei, já não provém da promessa; mas Deus pela promessa a deu gratuitamente a Abraão. Logo, para que é a lei? Foi ordenada por causa das transgressões, até que viesse a posteridade a quem a promessa tinha sido feita; e foi posta pelos anjos na mão de um medianeiro. Ora, o medianeiro não o é de um só, mas Deus é um. Logo, a lei é contra as promessas de Deus? De nenhuma sorte; porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei. Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes. Mas, antes que a fé viesse, estávamos guardados debaixo da lei, e encerrados para aquela fé que se havia de manifestar. De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio. Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. (Gal. 3:17-26)

Deixe uma resposta